Ryanair é uma boa companhia aérea?

A Ryanair é uma companhia aérea famosa por oferecer voos baratos. Ela começou em 1984, na Irlanda, e cresceu para se tornar uma das maiores na Europa. A marca virou sinônimo de low-cost. Mesmo sendo referência em passagens aéreas baratas, a Ryanair está envolvida em diversas polêmicas por ser pioneira em cobrar taxas extras e cobrar por qualquer tipo de serviço – inclusive algumas formas de check-in.

Por isso mesmo, é preciso estar atento aos pormenores necessários para voar com essa companhia. O preço baixo é atrativo. No entanto, se não tivermos cuidado o barato pode sair caro com as taxas que se acumulam por não entendermos as regras da companhia.

Ryanair voos baratos na companhia aérea

A Ryanair oferece preços realmente baixos em comparação com as companhias aéreas standard. Voar com a companhia aérea se torna ainda mais econômico quando existe flexibilidade de datas. No caso da pesquisa de voos abaixo, selecionei o aeroporto de partida e coloquei todos os destinos como possibilidade. Assim, consegui ver quais os voos mais baratos para poder programar minha agenda em cima dessas datas.

Mesmo quem não tem tanta flexibilidade de datas pode usufruir dos bons preços da companhia. Ainda que às vezes não se consiga o trecho por € 12,99, o valor será, na maior parte das vezes, muito menor nas low-cost do que nas outras companhias. O importante no caso da Ryanair é ter paciência de entender o sistema de busca de passagens e estar atento às promoções disponibilizadas quase que semanalmente.

Como comprar passagens na Ryanair?

Diferentemente de outras companhias, as vendas da Ryanair acontecem exclusivamente pelo site da companhia. Ou seja, não são todos os buscadores que a incluem em suas pesquisas. Por isso, é importante sempre buscar a página oficial da empresa para verificar se existem voos baratos para o seu destino.

Por só operar na Europa, seu site não é traduzido para o português do Brasil. Porém, você pode optar por português de Portugal ou até mesmo inglês britânico mudando a língua no canto superior direito da tela. No meu caso escolhi a Itália por morar no país, mas você pode usar o que ficar mais confortável para você. É importante lembrar, por outro lado, que os preços aparecerão na moeda daquele país.

Em quais aeroportos a companhia aérea Ryanair opera?

São mais de 3 mil voos baratos por dia operados pela Ryanair. A empresa está presente em 40 países e em 240 aeroportos. Todos eles, porém, estão localizados na Eeuropa ou países do entorno. Sendo assim, você consegue visualizar o mapa de voos da empresa no site da companhia.

Como a empresa opera voos de curta e média distância, ela utiliza principalmente Boeings 737-800. Esse modelo de avião é famoso por acomodar um grande número de passageiros, o que possibilita à companhia oferecer preços mais baixos, embora isso ocorra à custa do conforto dos passageiros. Portanto, não espere um amplo espaço para suas pernas ou uma cadeira altamente reclinável em um voo da Ryanair.

Além da marca Ryanair, os voos da companhia podem ser operados por outras aéreas do grupo. Como a austríaca de baixo custo Lauda, antes conhecida como Laudamotion, ou a polonesa Buzz e a Malta Air, que o nome entrega a origem.

Medidas da mala Ryanair

Companhias como a Ryanair costumam ser bastante rigorosas quanto ao formato e despache de malas. A Ryanair, em específico, inclusive considera como Mala Pequena uma mochila pouco menor do que as demais companhias aéreas low-cost.

Isso não impede, porém, que inúmeras pessoas ao dia viagem com a mala pequena no padrão das demais companhias – inclusive eu. O segredo, porém, é não encher ela a ponto de ficar difícil de enfiá-la embaixo do banco, onde é o seu lugar devido.

É importante também não encher a mala demais. Se alguém solicitar que você a encaixe no medidor de bagagens da companhia, ela precisa caber. Claro, essas orientações não refletem a norma universal da Ryanair. Por isso, ao viajar com bagagens que não estejam de acordo com os padrões, podem surgir problemas.


Dessa forma, escolha sempre alinhar-se com o que você adquiriu em sua passagem para evitar dores de cabeça. Bagagens inadequadas terão de arcar com os custos da adequação. O valor a ser pago é sempre superior ao custo da bagagem extra contratada antecipadamente no aplicativo ou no site da Ryanair.

Comprar bagagem extra Ryanair

Em uma companhia low-cost como a Ryanair, qualquer serviço adicional trará custos adicionais. As bagagens extras, cobradas por todas as companhias, não são exceção. A maneira mais barata de comprar malas extras é justamente antes de fazer o check-in. No momento do embarque os preços costumam subir, e uma mala que custava a partir de € 6,00 passa a custar € 20,00.

Verifique os valores de serviços extra clicando aqui. Abaixo o passa a passo de como adicionar bagagem pelo aplicativo da Ryanair.

  1. Clique em “My Bookings” (Minhas Reservas) no site da Ryanair ou em “My Trips” (Minhas Viagens) no aplicativo móvel.
  2. Inicie a sessão na sua conta MyRyanair.
  3. Selecione “Manage this booking” (Gerenciar esta reserva) na reserva que precisa alterar.
  4. Escolha a opção “Add bags/equipment” (Adicionar malas/equipamento).
  5. Adicione as malas/equipamentos necessários.
  6. Prossiga para o pagamento.
  7. Insira suas informações de pagamento e clique em “Pay Now” (Pagar Agora). Você receberá um itinerário atualizado por e-mail com as malas/equipamentos adicionados.
  8. Assim que a alteração for confirmada, a página da próxima viagem será exibida.

O que saber antes de comprar o seu primeiro voo barato Ryanair

  • Tarifa Basic: É a tarifa mais barata e inclui 1 mala de cabine pequena (40 x 20 x 25 cm), que tem de caber debaixo do assento à tua frente, sem franquia de bagagem adicional. O check-in abre 24 horas antes da hora de partida do voo e o teu assento será atribuído aleatoriamente.
  • Tarifa Regular: Esta tarifa inclui um assento normal e embarque prioritário, o que significa que poderá embarcar primeiro no avião através da Fila Prioritária e transportar duas bagagens de cabine a bordo (uma de 40 x 20 x 25 cm) para ser guardada debaixo do assento à tua frente e uma mala de cabine de 10 kg (55 x 40 x 20 cm, conhecida como carry-on) para ser guardada no compartimento superior.
  • Plus: Esta tarifa inclui um assento standard e dá-te uma franquia de bagagem de 1 mala de cabine pequena a bordo (que tem de caber debaixo do assento) e 1 mala de porão de 20 kg.
  • Family Plus: Este é o nosso pacote familiar e inclui uma mala de cabine pequena (40 x 20 x 25 cm), que tem de caber debaixo do assento à tua frente, uma mala de porão de 10 kg para cada membro do grupo, assentos gratuitos para crianças com menos de 12 anos e uma mala de família de 20 kg, que tem de ser despachada no balcão de entrega de bagagem.
  • Flexi Plus: Inclui embarque prioritário e duas malas de cabine (uma pequena e uma mala de cabine de 10 kg), assentos reservados em qualquer uma das nossas opções de assentos, segurança fast track no aeroporto (quando disponível) e check-in gratuito no aeroporto. Poderá alterar o voo reservado no dia da viagem, gratuitamente, para um voo na mesma rota que o voo original (se houver um assento disponível).

Você pode conferir aqui se as tarifas Ryanair seguem dessa maneira.

Como fazer check-in na Ryanair?

Ao viajar pela Ryanair, um dos principais equívocos é deixar para fazer o check-in no balcão. Essa escolha te fará pagar uma taxa de € 55,00, se você não for cliente Flexi Plus. Esse valor muitas vezes ultrapassa o custo da própria passagem. Além disso, caso seja necessário também imprimir o cartão de embarque, haverá uma taxa adicional de € 20,00. A partir desse ponto, a probabilidade das taxas superar o valor da passagem de ida e volta é alta.

Por isso, esteja atento aos prazos de confirmar a sua presença no voo on-line. A possibilidade abre 24h antes do horário de partida e fecha 120 minutos antes. Ainda assim, alguns extras dão a possibilidade de fazer o check-in três dias antes do voo.

Aqui estão disponíveis as taxas cobradas pelos serviços extra. Porém, é importante lembrar que esses valores ainda estão sujeitos a taxas de diversos países e podem sofrer variações.

Vantagens e desvantagens de escolher Ryanair como companhia aérea

Além das vantagens óbvias como preços baixos e variedades de destino da empresa, também é importante lembrar que a Ryanair geralmente opera nos aeroportos principais de cada destino. Enquanto isso, outras low-cost costumam ficar nos aeroportos secundários que podem não ter tanta opção de transporte e outras comodidades. Outro mérito da empresa é que ela nunca se envolveu em um acidente aéreo desde sua fundação.

A desvantagem principal acaba sendo que as passagens mais baratas são sempre as com menos comodidade. Dito isso, volto a lembrar que inclusive a norma de bagagem de mão da empresa é menor que as das low-costs de outros grupos.

Além disso, a Ryanair não é conhecida pela sua pontualidade. Voos da companhia atrasam e são cancelados com uma frequência maior do que seria o ideal. Por isso, se eu precisar fazer um trecho operado pela Ryanair, jamais comprarei passagens que possam chegar depois das 11h na minha cidade de destino caso haja algum atraso. Normalmente, perto desse horário, o transporte público e os táxis acabam. Então, tenha um plano alternativo caso você precise voar em situação semelhante.

De todo o modo, a empresa oferece suporte em casos de voos atrasados duas horas ou mais em caso de voos de 1,5 mil quilômetros ou menos do lugar e horário de partida. No caso de voos entre 1,5 mil e 3,5 mil quilômetros do local de partida e voos dentro da União Europeia, o atraso precisa ser de três horas. Nesses casos, é preciso contatar a companhia antes de fazer qualquer tipo de deslocamento do aeroporto por si.

Como é voar com Ryanair?

Voar com a Ryanair é uma experiência única. Os valores baratos de passagem, além de criarem taxas extras por serviços simples, também criam um ambiente de quase feirão dentro do avião. Enquanto assistentes de voo de outras companhias costumam apenas presar por sua segurança e organização da aeronave, os da Ryanair tem também a incumbência forte de vender.

Porém, isso é sutil. Ninguém irá parar ao seu lado e implorar para que você compre um perfume, mas, normalmente, a sequência que acontece é: primeiramente, os assistentes de voo passam distribuindo revistas com o que é vendido on-line.

Logo depois de anuncia uma promoção de comida. Na sequência um carrinho de bebidas e comidas, que em outras companhias é gratuito, passa com seus itens em venda apenas no cartão. Depois a mesma sequência acontece com perfumes, e, na sequência, se anunciam raspadinhas beneficientes.

O bom é que se você tem um vôo de duas horas ele estará preenchido por anúncios. O ruim é que se você quer dormir, será meio impossível sem tampões e uma boa máscara que afaste a luz.

Superado tudo isso, a Ryanair ainda é uma companhia confiável e barata. Aproveite e encontre o seguro viagem com melhor preço para o seu próximo destino:

Menor Preço - SP

O que fazer em Pisa na Itália?

Pisa, a quinta cidade mais visitada da Itália, vai além da famosa Torre Pendente. Em um cenário de ruas em tons terrosos, a cidade oferece uma riqueza cultural e histórica única. Aqui falaremos do que é possível fazer nesse destino turístico, das suas atrações icônicas e tesouros artísticos. Com a Torre de Pisa como estrela principal, Pisa encanta viajantes com sua atmosfera cosmopolita e oferta turística.

Além das atrações turísticas, uma série de experiências está disponível na cidade. Como por exemplo, você pode particiular de um tour gastronômico com os principais pratos toscanos clicando aqui, ou então fazer um tour autoguiado em bicicleta pelos principais pontos da cidade clicando aqui.

Subir na Torre de Pisa

Primeiramente se deve visitar a emblemática Torre de Pisa. Ícone inconfundível da cidade italiana, é o epicentro turístico que atrai aproximadamente 3 milhões de visitantes anuais. Sendo assim, com seus oito andares e 294 degraus desbravados por corajosos exploradores, a torre oferece uma vista incrível do alto. No entanto, a subida é desaconselhada para pessoas com problemas cardíacos ou de mobilidade. Você pode comprar ingressos clicando aqui.

Passear na Praça dos Milagres

Também no coração turístico da cidade temos a Praça dos Milagres abriga a Catedral de Santa Maria Assunta, o Batistério, o Cemitério Campo Santo e a famosa Torre de Pisa, que, na verdade, é uma torre de sinos. A praça fica aberta 24 horas por dia, sete dias por semana, enquanto os horários das atrações que estão nela podem variar conforme a estação. Sendo assim, é dessa praça que se faz a famosa foto segurando a Torre de Pisa.

Explorar a igreja que tem a Torre de Pisa como campanário

A Catedral de Pisa, datada do século XI, destaca-se como um fascinante exemplo da arquitetura medieval italiana. Símbolo eterno da grandiosidade arquitetônica da cidade toscana, a catedral é uma jornada à época em que fé, arte e arquitetura se entrelaçavam. Sobretudo, explore gratuitamente o interno desse marco histórico, lembrando-se de pegar o bilhete na bilheteria oficial situada na Praça dos Milagres.

Visitar o Camposanto Monumental

No coração da icônica Praça dos Milagres, em Pisa, encontra-se o Camposanto Monumental. Esta joia arquitetônica, muitas vezes ofuscada pela famosa Torre de Pisa, integra o complexo turístico da praça. Como parte do que fazer em Pisa, também visite esse cemitério de nobres como uma experiência enriquecedora, mergulhando na serenidade de suas arcadas e conectando-se ao passado e à arte que compõe o local.

Conhecer o maior batistério do mundo

O Batistério, também conhecido como Batistério de São João Batista, é um ícone histórico enraizado na tradição da cidade. Construído desde o século XII, sua arquitetura mescla estilos românicos e góticos, destacando-se como o maior batistério do mundo, com impressionantes 107,24 metros de circunferência e majestosos 55 metros de altura.

Admirar obras renomadas no Palazzo Blu

Originalmente chamado de Palazzo Giuli Rosselmini Gualandi, o Palazzo Blu é um marco para admiradores de arte, história e arquitetura, não só em Pisa, mas em toda a Toscana e Itália. Hoje, definitivamente, o Palazzo Blu não é apenas um edifício histórico, mas um vibrante centro cultural. Com exposições temporárias de artistas como DalÌ, Matisse, Miró, Pablo Picasso, Kandinsky. Por isso o local atrai turistas de todo o mundo.

Se encantar com o tesouro gótico pisano

Às margens do rio Arno, a deslumbrante igreja de Santa Maria della Spina é um magnífico exemplo do estilo gótico pisano. Inicialmente chamada de S. Maria de Pontenovo, ganhou seu nome atual em 1333 ao abrigar um fragmento da coroa de espinhos de Cristo. Porém, a igreja teve um passado triste. Com as constantes inundações do Arno, ela precisou ser reconstruída e elevada para sua própria preservação.

Admirar o por do sol no Lungarno

O Lungarno de Pisa, com suas ruas largas contornando antigos palácios de um lado e as caracterizadas “spallette” do outro, é um encantador testemunho da história e beleza arquitetônica da cidade. Estas “spallette”, muros elevados ao longo dos diques do rio Arno, oferecem uma vista imponente do centro histórico, especialmente ao entardecer. Durante o dia, por outro lado, o Arno se transforma em espelho d’água e reflete os prédios coloridos do entorno.

Caminhar pelo Borgo Stretto

Borgo Stretto cativa com seu charme, lojas elegantes e cafés acolhedores. Esta rua de pedestres é um destino vibrante, querido por locais e turistas. No entanto, as fachadas coloridas dos edifícios históricos criam um cenário incrível, ideal para um passeio relaxante. Explore boutiques para uma experiência de compras única, enquanto os cafés oferecem o ambiente perfeito para desfrutar de um autêntico café italiano ou outras delícias locais.

O que fazer em Pisa em um dia?

Se você tem um dia só em Pisa foque na Praça dos Milagres, onde a emblemática Torre de Pisa se ergue graciosamente. Sendo assim, não deixe de visitar a imponente Catedral de Pisa, com sua arquitetura deslumbrante e rica história. Em seguida, encante-se com o Camposanto, um cemitério monumental com esculturas e afrescos impressionantes. Ao lado, o Batistério oferece uma visão única da evolução arquitetônica da cidade. Porém, se tiver tempo, explore o restante de Pisa.

 

Get Your Guide

https://gyg.me/xbBB7q6D

Tours e bilhetes de museu comprados em segurança!

Wise

Transferência de até € 500,00 livre de taxas!

Sites para busca de emprego na Itália

busca de emprego na itália busca de emprego na itália, emprego na itália, oportunidades de emprego na itália, vagas de emprego na itália, como encontrar emprego na itália, dicas de emprego na itália, carreiras na itália, trabalho na itália, empregos na itália, como conseguir emprego na itália, oportunidades de trabalho na itália, como procurar emprego na itália, como encontrar trabalho na itália, como aplicar para empregos na itália, como encontrar oportunidades de emprego na itália

Uma das principais preocupações de quem pensa em uma mudança para é a busca de emprego na Itália. Esse medo é uma experiência coletiva que tem potencial para travar muitos planos de migração. Assim sendo, é preciso procurar ferramentas que nos auxiliem a mitigar riscos.

Então, como procurar emprego na Itália? Neste post mostramos os melhores sites. Aprenda como encontrar oportunidades de trabalho na Itália e descubra quais são os melhores sites para busca de trabalho por aqui. Não perca esta oportunidade de encontrar o emprego dos seus sonhos na Itália!

Esses são sites confiáveis, que apresentam na sua maior parte vagas válidas. No entanto, assim como em qualquer lugar do mundo, na Itália também é preciso estar atento as condições reais do emprego. Além disso, o tipo de contrato deve ser levado em consideração. Opte sempre por contratos regulares.

Oportunidades de emprego na Itália com a Adecco

O portal adecco.it nasce da primeira agência de emprego italiana. Com o nome atual a companhia nasceu em 1996, mas é uma derivada da agência de trabalho franesa Ecco e da suíça Adia Interim. Nele você pode encontrar vagas a partir de busca por cargo ou pore cidade e região da Itália. Além disso, também é possível encontrar dicas e artigos sobre os mais variados temas relacionados ao mundo do trabalho. Ali você encontra desde como montar seu currículo italiano, até como se portar em uma entrevista de emprego.

Busque empregos na Itália em um classificados de um jornal italiano

O classificados de vagas de trabalho do jornal italiano Corriere della Sera é um site completo sobre o assunto. Esse site de busca de emprego na Itália tem o seu próprio guia de trabalho, com assuntos relevantes do mundo corporativo italiano. Somado a isso também é possível encontrar cursos de formação, como Masters e MBAs, a partir dele.

Encontre oportunidade de emprego na Itália com Monster

A plataforma Monster.it centraliza diversas vagas de trabalho em solo italiano. Assim, você pode carregar o seu currículo no site e utilizá-lo para aplicar para quantas vagas quiser. Ou seja, não existe necessidade de cadastrar infinitas vezes os seus dados em formulários intermináveis. Porém, é importante lembrar de confirmar a submissão para a vaga em seu e-mail.

Sites de emprego na Itália por região

Por último, também é possível fazer busca de emprego na Itália a partir dos sites da administração pública das Regiões. Normalmente eles têm cadastro facilitado após você ter a identidade digital italiana (SPID). Aqui você pode ver o da região Toscana e o da Campania. Ainda assim, esses sites mostram vagas de emprego em outras regiões.

Com base em sua própria experiência bem-sucedida de migração para a Itália, Carol nel Mondo criou produtos que ajudaram muitas outras pessoas a passarem pelo mesmo processo com serenidade em seus cursos e consultorias. Morando em Lucca, na Toscana, desde 2019, ela trouxe seus dois cachorrinhos e conseguiu seu aluguel em apenas 12 dias. Se você está pensando em se mudar para a Itália, deixe Carol guiá-lo pelo processo e torná-lo tão tranquilo quanto o dela.

Empreender sendo mãe na Itália

Como muitos imigrantes vindos para a Itália, Carol Monteiro chegou por aqui com a meta de reconhecer a sua cidadania italiana. Vinda de Campinas (SP) ela não esperava que um dos maiores desafios coletivos da atualidade estivesse chegando na Itália junto com ela nos primeiros meses de 2020: a pandemia de COVID-19.

Apesar do desafio a mais a cidadania italiana não foi a única coisa que @carolnaitalia conquistou nesses últimos três anos. Nesse período, além de italiana, ela se transformou na esposa do Edo, na mãe do Noah e na empresária à frente da loja de doces e bolos Sweet Samba Bakery. Como se tudo isso fosse pouco, atualmente a família reforma uma casa própria recém comprada. É sobre isso que conversamos agora.

Carol nel Mondo – Como foi a sua mudança para a Itália? Quais eram os planos?

Carol Monteiro – Saí pela primeira vez do Brasil, sozinha, em janeiro de 2020 para reconhecer a cidadania italiana. A pandemia chegou na Itália praticamente junto comigo, tomei decisões difíceis e me divorciei alguns meses depois de chegar aqui. Durante aquele período sem poder sair da cidade encontrei uma pequena comunidade de brasileiros que moravam por perto na época. Isso foi essencial para a minha saúde mental, ainda mais depois de passar meses sozinha num país diferente e lidando com tantas coisas delicadas. Diferentemente dos meus planos iniciais, acabei ficando na mesma cidade na qual fiz o reconhecimento e vivo aqui até hoje. Sempre passou pela minha cabeça trabalhar com algumas coisas que aprendi a fazer no Brasil, os doces principalmente, mas não era um plano exatamente.

CNM – Como os doces e o empreendedorismo entraram na tua vida?

CM – Comecei a trabalhar com 13 anos quando minha família no Brasil abriu um buffet de festas. Acabava ajudando com decoração, preparação dos doces e comidas. Fazia de tudo um pouco. Era garçonete, recepcionista e até ajudava na limpeza depois que tudo acabava. Acabamos fechando o buffet quando eu tinha 16 anos e comecei a trabalhar CLT mesmo, depois comecei a faculdade de Engenharia de Produção que depois troquei por Administração. Nesse meio tempo fui tatuadora e antes de vir para a Itália voltei a trabalhar em escritório com salário e benefícios ótimos para poder juntar as economias que faltavam para a mudança. Tranquei a faculdade de administração pouco antes de concluir. O interessante é que só depois de muito tempo percebi que, em paralelo com toda a vida e com esses trabalhos, sempre fiz bolos, doces e tudo mais. Seja como renda-extra ou para presentear amigos. Sempre foi algo que me trazia muita satisfação pessoal.

CNM – Como é empreender, sendo imigrante e mãe, por aqui?

CM – Quando o Noah nasceu eu tinha todo um planejamento de voltar a trabalhar e fui surpreendida por situações de saúde que mudaram um pouco o rumo que eu pretendia tomar, a tempistica das coisas. Foi quando, pensando no que fazer profissionalmente que me permitisse ainda ter a flexibilidade de estar com ele, lembrei da realização pessoal trabalhando com doces. Comecei faz pouquíssimo tempo e já percebi que conciliar com a maternidade é um grande desafio. Mesmo com a flexibilidade são responsabilidades que se acumulam. Tem que ter um jogo de cintura e um planejamento muito bem definido para dar conta da rotina. Aí entra a parte da satisfação pessoal. Empreender é algo, como muitas outras profissões, que precisa querer e gostar muito.

CNM – Existe espaço para brasileiros empreenderem na Itália atualmente?

CM – Empreendedor na Itália é algo que nós brasileiros temos grande chance de trazer inovação e profissionalismo. Apesar da cultura gastronômica italiana ser bastante tradicional, existe um potencial de diferenciação principalmente no modo em que atendemos os clientes e personalizamos os doces. Fora a demanda dos brasileiros que querem ter presente os sabores das raízes brasileiras, os doces típicos e tudo mais. Estamos nos mudando de casa e tenho preparado a cozinha pensando em atender, além de encomendas para festas, também doces a pronta entrega. Minha ideia é fazer delivery em Rovigo e cidades da região trazendo doces que por aqui nós brasileiros não encontramos nas docerias, apesar de amar os doces italianos. Nesse ponto quero buscar profissionalizar ainda mais a Sweet Samba e conhecer mais a fundo qual a demanda da região.

CNM – Como se tudo isso fosse pouco, vocês ainda comparam uma casa. Conta para nós?

CM – Esse ano tivemos uma reviravolta de rotina e de vida e por conta de uma questão de saúde do Edo e começamos a nos preocupar com a nossa segurança economica. Pensávamos sobre comprar uma casa futuramente, inclusive em outra cidade, e depois disso, contando também com uma enorme ajuda da família do Edo, decidimos antecipar esse projeto. Escolhemos um apartamento que se adequasse ao budget disponível (que não era tão alto) e optamos por um apartamento em Rovigo mesmo. O processo entre a escolha e a escritura levou em torno de 3 meses.

Edo, Carol e Noah com as chaves de casa

CNM – Vocês estão reestruturando algumas coisas. Tem alguma dificuldade maior?

CM – Justamente por termos escolhido um imóvel mais barato e mais antigo já sabíamos que algumas modificações teriam que ser feitas. De pouquinho em pouquinho faremos o essencial e com o tempo pretendemos investir no que é mais estético. A maior dificuldade foi o período principalmente. Não recomendo o período de agosto para fazer essas coisas e com relação à burocracias em geral. Por ser período de férias aqui na Itália encontramos dificuldade desde contratar serviços, até em encontrar alguns materiais. É tudo um pouco mais lento, mas no final está correndo tudo bem.

CNM – A Carol recém chegada na Itália acreditaria se alguém contasse na vida que você tem hoje?

CM – De jeito nenhum! Inclusive sinto que errei bastante, vivi muita coisa ao mesmo tempo, não recomendo (risos). Acredito sim que tudo faz parte de um percurso que era preciso vivenciar, situações que são também consequências de escolhas bem feitas ou mal feitas, que são fruto de como a gente pensa em determinado momento, tudo faz parte. A gente torce para sempre fazer boas escolhas, mas a Carol de hoje sabe que para equilibrar alguns pratinhos tem que deixar cair alguns outros, principalmente como mãe imigrante tentando empreender. A gente não dá conta de tudo, ninguém dá. Entender esse balanço é essencial para não pirar!

Como votar na Itália

votar na italia

Entender como votar na itália é fundamental já que o próprio sistema político italiano é diferente do brasileiro. Na Itália existe uma República Parlamentarista, ou seja, o chefe de governo é o Primeiro Ministro. O presidente indica o Primeiro Ministro com o aval do parlamento.

Os cidadãos foram chamados ao voto na Itália após a dissolução do parlamento. O presidente optou pela medida após os parlamentares italianos apontarem a falta de confiança (eu explicaria que isso é um termo tecnico oficial e não simples desconfiança) no então primeiro ministro Mario Draghi.

Em 25 de setembro acontecerá novas eleições para compor um novo parlamento. Na Itália não existe urna eletrônica. Sendo assim, o voto é em papel. A maneira pela qual se assinala o voto é fundamental para exprimir o seu verdadeiro desejo de escolha. Veremos um guia completo sobre o voto na Itália aqui.

Entenda como funciona votar na Itália

Os italianos não votam para eleger o governo, mas sim o parlamento. E dentro de uma única eleição para o parlamento existem dois sistemas de votação pelo qual o eleitor faz as suas escolhas por meio de um único voto para a Câmara dos Deputados e outro para o Senado.

No primeiro sistema se elege 147 deputados e 47 senadores, ou na verdade, 37% do parlamento. Com o segundo se elege 245 deputados e 122 senadores, ou 61% dos parlamentares. No entanto, a soma não compõe a totalidade dos parlamentares, são apenas 588 das 600 cadeiras. Os 12 parlamentares que faltam são compostos por 8 deputados e 4 senadores eleitos pelos italianos que residem no exterior.

Sistema 1: Maggioritario Uninominale

Nesse sistema cada colégio eleitoral elegerá um único candidato. Para a Câmara de Deputados a Itália é dividida em 147 colégios eleitorais, de acordo com o número de habitantes. Daí será eleito apenas 1 deputado por colégio eleitoral, aquele com a maioria dos votos naquela região. No caso do senado os colégios eleitorais são 74 e, da mesma forma, cada colégio elege um nome. Totalizando 37% das vagas do parlamento italiano.

Sistema 2: Proporzionale plurinominale

O segundo sistema de votação, porém, é formado pela abertura de vagas para as listas conforme o total de votos recebidos em cada uma delas. Ou seja, quanto mais votos uma legenda receber, proporcionalmente abrirá mais cadeiras. Por isso o sistema se chama plurinominale ou proporcional, pela possibilidade de carregar mais de um nome conforme o desempenho da lista. Ou seja, mesmo quem não recebe a maioria dos votos pode ser eleito.

No caso da Câmara dos Deputados o território é dividido em 49 colégios eleitorais, que elegerão 245 deputados. Para o senado a divisão do território é de 26 colégios eleitorais com 122 vagas para o parlamento.

Restam ainda os 12 parlamentares eleitos pelos italianos residentes no exterior (8 deputados e 4 senadore). Por outro lado é importante frisar que neste sistema ainda existe um mínimo de votos a serem conquistados para haver direito a cadeiras no parlamento.

Confira tipo de colégio da sua região

Colégios Uninominais

Camera: veja aqui

Senato: veja aqui

Colégios Plurinominais

Camera: veja aqui

Senato: veja aqui

Votar na Itália na prática

Primeiramente, para cada eleitor é entregue dois cartões de votação: um para a Camera outro para o Senato. Ambos são idênticos e mostram o nome do candidato nos colégios uninominais, bem como listas ou coalizações nos colégios plurinominais.

O voto é expresso por meio de um X no símbolo da lista, o nome do candidato e da lista nos colégios plurinominais. Sendo assim, se vota para candidato único nos colégios uninominais e a favor da lista, nos plurinominais.

Nesse sentido o voto expresso apenas no candidato principal nos colégios uninominais tem validade para ele e para a lista associada. Por outro lado, nos colégios plurinominais, no caso de coligações ou outras listas, os votos assim serão repartidos entre elas.

Os métodos de votação também são descritos na parte externa da cartela de votações conforme abaixo:

a. il voto espresso tracciando un segno sul contrassegno della lista vale anche per il candidato uninominale collegato;

b. il voto espresso tracciando un segno sul nome del candidato uninominale collegato a più liste in coalizione viene ripartito tra le liste in proporzione ai loro voti ottenuti nel collegio uninominale.

Se l’elettore traccia un segno sul rettangolo contenente il nominativo del candidato del collegio uninominale e un segno sul sottostante rettangolo contenente il contrassegno della lista ed i nominativi dei candidati, il voto è comunque valido a favore sia del candidato uninominale sia della lista.
Se l’elettore traccia un segno sul contrassegno e un segno sui nominativi dei candidati nel collegio plurinominale della lista medesima, il voto è considerato valido a favore sia della lista sia del candidato uninominale collegato.
Se l’elettore traccia un segno sul rettangolo contenente il nominativo del candidato uninominale e un segno su un rettangolo contenente il contrassegno di una lista cui il candidato non sia collegato, il voto è nullo, in quanto per l’elezione della Camera dei deputati e del Senato della Repubblica non è previsto il voto disgiunto (art.59-bis del D.P.R. n.361/1957, come novellato dall’art.1, comma 21, della legge n.165/2017).

Visualize essas regras clicando aqui.

cartelas de votar na itália
Exemplo de cartela de votação: amarela para Senato e rosa para Camera

As cédulas de votação são em papel e, por tanto, equipadas de “tagliando antifrode”. Sendo assim cada uma delas tem um código númerico progressivo gerado em série.

Após expressar seu voto, o eleitor entregará aos mesários a cartela dobrada. O tagliando é destacado e mantido pelos membros da mesa, que fiscaliza se as informações batem e o insere na urna.

Como requisitar a Tessera Elettorale

O Ufficio Elettorale é responsável pela emissão da Tessera Elettorale. Diferentemente do que acontece no Brasil, o documento de identificação com foto não basta para o voto na Itália.

como votar na italia

Ao lado vemos um modelo do documento necessário para votar na Itália emitido pelo Comune di Padova. A princípio é preciso requere-lo em seu comune de residência.

O voto na Itália não é obrigatório. Por isso, quem desejar exercer o seu direito precisará se dirigir a um Ufficio Elettorale para requerer o documento. Além de portar com si seu documento de identificação.

Os documentos de identificação aceitos são:

  • Carta di Identità ou outro documento de identificação com fotografia, mesmo que vencido, desde que emitido pela administração pública,
  • Tessera di riconoscimento rilasciata dall’Unione nazionale ufficiali in congedo d’Italia emitida pelo Comando Militar, se contém fotografia,
  • Tessera de órdens profissionais, se contém fotografia

Nas eleições de 25 de setembro de 2022 os Ofícios Eleitorais italianos permanecerão abertos das 9h às 19h, nos dias 23 e 24 imediatamente interiores a eleição. Do mesmo modo, no dia da votação será possível acessá-los pela duração da votação. Ou seja, das 7h até às 23h.

Como votar na Itália residindo no exterior

O direito a votar na Itália é garantido apenas no comune de residência. As excessões são:

  • pessoas em recuperação em hospitais e casas de cura,
  • militares a serviço do estado fora de sua base,
  • quem compõe os ofícios eleitorais e as forças de órdem,
  • representantes de lista, designados pelos partidos, podem votar na assembleia de voto em que exercem essas funções

Por outro lado, cidadãos italianos residentes no exterior e com cadastro atualizado no AIRE podem exercer o voto por correspondência. Assim sendo, recebem em casa as instruções para votação.

Aqueles cidadãos que moram no exterior e optam por votar na Itália devem comunicar, dentro do prazo previsto, a opção pelo voto na Itália. Em síntese, o comunicado deveria ter sido feito até 31 de julho de 2022 para as eleições de 25 de setembro de 2022. A data marca a o décimo dia da publicação do pleito na Gazzeta Ufficiale.

Para os fuori sede se aplicam descontos no arco de 20 dias da votação que chegam até 70% do preço total da tarifa no tranporte ferroviário italiano.

Fonte: Ministero dell’Interno, Il Sole 24 ore, Fisco e Tasse, Factanza, GeoPop

Apps úteis na Itália: o guia definitivo

apps úteis na itália

Fiz um post no Instagram com apps úteis na Itália e bombou. Mas houveram algumas dificuldades em encontrar estes aplicativos, então, cá estou. Dessa vez não vou só dar o link, como vou explicar o motivo que fez vocês não os encontrarem!

É preciso configurar a App Store ou a Play Store na Itália se você quiser ter acesso aos apps úteis. E é por isso que deixo aqui o passo a passo para fazer esta alteração no iOs e no Android. Sem mais delongas, vamos aos apps.

Fontanelle, o aplicativo que mata a sua sede

Às vezes estamos batendo perna por aí, o sol na cuca e aquela sede de camelo. Este app útil mostra em um mapa o local da fonte de água potável mais próxima de você. Ou seja, pode confiar e beber a água dali. É super usual isso na Itália e já me salvou muitas vezes por aqui! O app está disponível para iOs e Android.

Stocard, top 1 dos apps úteis na Itália

Se tem uma coisa que funciona na Itália é a instituição cartões de fidelidade. Então, a sua carteira se transformará em uma montanha por aqui. Porém, o Stocard é a salvação. Nele você cadastra não só os cartões fidelidade, como também o seu Green Pass. É pouco? Não.

Moovit, para não se perder na Itália

Inicialmente eu usava muito o Moovit. Porém, já aprendi a me mexer usando o Google Maps. No entanto, o app é mais visual de se acompanhar paradas e trocas no transporte público. Então, vale à pena? Sim!

Yuka, o app que cuida de ti e do planeta

O App analisa os produtos alimentares e de higiene pessoal e avalia de cada componente. Assim, quando um produto é classificado como de má qualidade, o Yuka sugere outros mais saudáveis.

Ufirst, o facilitador da vida na Itália

O Ufirst facilita a marcação de horários em diversos locais. Contudo, ele só faz maravilhas em cidades grandes. Por exemplo, em Firenze é possível marcar horário para fazer a identidade eletrônica pelo app.

Junker, o app útil que te ajuda na coleta seletiva

Boa parte das cidades italianas leva à sério sua coleta seletiva de lixo. Isso quer dizer que elas também distribuem multas no caso de materiais mal descartados. No entanto, cada cidade tem uma empresa responsável pela coleta seletiva. O que quer dizer que nem sempre o app será o Junker, mas em muitas delas é ele a mostrar onde cada rejeito deve ser jogado fora.

Too good to go, queridinho em toda a Europa

Falo deste aplicativo desde abril de 2021. Toda a vez que eu cito ele aparece gente de outros países europeus que também o adoram! O Too Good To Go combate o desperdício de comida. Nele você pode comprar com desconto comidas deliciosas com descontos ótimos.